Oito sinais da Depressão

É importante começar dizendo que não se deve fazer uma autodiagnostico, pois mesmo os materiais da internet com conteúdo mais completo não substituem o valor do treinamento que um profissional recebe nem os testes adequados para realizar um diagnóstico, além disso, você não vai querer ficar lendo detalhes de um diagnósticos diferencial para depressão unipolar, distimia, depressão bipolar e por aí vai.

Além disso os sintomas podem também serem causados por questões fisiológicas, consumo de remédios, doenças, deficiência de vitaminas, uso de álcool e outras drogas, portanto essas e outras possibilidades devem ser descartadas por alguém competente.

Como muitos já conhecem, a depressão é uma condição psíquica que pode afetar a capacidade de viver uma vida boa e realizadora.

A depressão pode gerar alterações fisiológicas, alterações de humor, de comportamento e de pensamento; então vou listar as principais alterações, existem outras questões que devem ser abordadas, mas os mais comuns são:

1) Humor deprimido: Sim, o termo usado é humor, calma, eu explico. Humor deprimido quer dizer que a pessoa está triste, pra baixo, abatido, se sente “no buraco”, gerando um descontentamento geral, fica desesperançado e muitas vezes irritado facilmente, tendo acessos de raiva por muito pouco. Os familiares e os amigos podem perceber essas características quando o sujeito busca ficar isolado com frequência, pela feição ou frases como “Eu sinto um vazio”, ainda que ele não assuma estar triste, esses sinais valem.

DICA IMPORTANTE: No caso de crianças e adolescentes é mais comum um humor rabugento, irritadiço.

2) Perda de prazer: Uma característica muito comum em quem está sofrendo de depressão é a diminuição ou perda de prazer com coisas que gostava de fazer. O cara que sempre joga um futebolzinho de sábado começa a dar desculpas por estar desmotivado para encontrar seus amigos. Muitas vezes o interesse pelo sexo diminui, o que pode vir a gerar problemas de relacionamento ou de autoestima. Se questione se o que te agradava ainda é importante, mas não tem conseguido curtir mais aquilo.

3) Sentimento de culpa e desvalia: Os sentimentos de quem está em um processo de depressão costumam ser negativos com relação a si mesmo e com relação às suas atitudes. Sentir-se culpado por coisas que não estão sob sua responsabilidade pode ser muito prejudicial para autoestima, assim uma pessoa pode se sentir “um nada” ou acreditar que não presta para nada além de trazer coisas ruins para os que estão ao seu redor. Muitas vezes é difícil que a própria pessoa identifique essa tendência de culpa e desvalia como algo fora do comum, porque ela tem certeza de sua parcela de culpa sobre a desgraça do outro, então uma amigo por perto é sempre bom para ajudar a identificar isso.

4) Pensamentos de morte e ideação suicida: Talvez seja o sinal mais associado recentemente com a depressão, os pensamentos sobre morte estão presentes em muitos casos. O pensamento de morte exprime o desejo de morrer para evitar algo ruim, para sair de uma estado emocional doloroso ou porque a pessoa não acredita que será feliz um dia. Esse desejo pode se camuflar na frase “Queria dormir e não acordar mais” ou frases semelhantes, dessa forma é sempre recomendado prestar atenção na pessoa que diz isso para dar-lhe suporte e incentivar a buscar ajuda se necessário. Já a ideação suicida se refere ao pensamento de como tirar sua própria vida, é possível que a pessoa compre coisas como corda ou remédios diferentes para se preparar para levar a cabo seu plano; também pode ocorrer de buscar resolver coisas como seguro de vida, testamento e quitar dívidas.

DICA IMPORTANTE: Nunca leve na brincadeira uma ameaça de suicídio, ainda que não entenda os motivos da pessoa, dê suporte à ela, escute o que tem a dizer, não julgue e principalmente ajude a pessoa a buscar ajuda especializada.

5) Falta de energia: O sentimento de fadiga, cansaço excessivo mesmo sem ter feito atividades que exigem esforço pode estar presente. Isso torna as tarefas do dia-a-dia difíceis demandando um esforço maior que o comum para realizá-las, até mesmo levantar da cama é um esforço colossal. Sentir dores no corpo são comuns nesses casos.

6) Dificuldade de pensar e tomar decisões: Algumas pessoas costumam relatar dificuldades em pensar, tomar decisões e se lembrar de tarefas. Decidir coisas simples do dia-a-dia são sempre tarefas difíceis, deixando a pessoa “travada” em escolher coisas como a roupa que irá vestir ou o que irá comer. Reclamam muitas vezes de dificuldade em manter o foco em algo como uma leitura ou outra tarefa, diminuindo seu desempenho nos estudos e no trabalho.

7) Alteração no apetite: Algumas pessoas passam a comer exageradamente, principalmente doces e carboidratos, em refeições mais frequentes. Muitas vezes acabam por nem apreciar o sabor do alimento. Outros se alimentam pouco, não sentindo fome, mesmo por coisas que antes eram comuns em sua alimentação.

DICA IMPORTANTE: Crianças e adolescentes podem não apresentar o ganho de peso esperado quando em um episódio de depressão.

8) Alteração no sono: Outra alteração comum é a insônia, geralmente o sujeito desperta no meio da noite e tem dificuldades para dormir novamente, porém também são formas de insônia a dificuldade para cair no sono ou acordar antes do horário de costume sem conseguir voltar a dormir. Assim como nas mudanças alimentares o sono pode aumentar ou diminuir, quando aumenta, a pessoa começa a sentir sonolência excessiva durante o dia ou ter longos períodos dormindo.

Por fim, a tristeza é uma condição humana comum, qualquer uma pode ficar de luto, pode ficar desmotivado com o trabalho ou não querer fazer algo. Entretanto se achar que precisa, procure um profissional para lhe ajudar, não tenha medo de admitir que pode estar com problemas.

     Autor: William Hendrix Correa da Silva – Psicólogo Clínico

CRP 06/136260-

Contato
(11) 975158833/(11)951414835 – 

@psicologowilliamhendrix

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a Oito sinais da Depressão

  1. Dulce M Araujo diz:

    Com bastante naturalidade deixou claro a quetão de depressão! Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *